ETEL traz de volta à vida a grande obra do pai do design brasileiro: Joaquim Tenreiro

Reedições do mestre do design brasileiro passam a compor o portfólio ETEL em parceria com o Instituto Tenreiro

Em mais uma ação com vista à preservação da história do design nacional, a ETEL revela que Joaquim Tenreiro fará parte da constelação de designers da galeria. “Além de ser considerado o pai do design brasileiro, Tenreiro é uma figura mítica que povoa o imaginário dos maiores colecionadores de design do mundo”, pontua Lissa Carmona, CEO da ETEL e à frente dos projetos de tal magnitude da marca brasileira de design autoral. 

Ela complementa: “As reedições ETEL cumprem um importante papel na legitimação, perpetuação e proteção desse legado, que envolve uma meticulosa metodologia, além da pesquisa em parceria com o Instituto Tenreiro, responsável pelos direitos autorais”. O legado de Joaquim Tenreiro é vasto e, quiçá, imensurável, dadas suas contribuições à história da arte, do design e da arquitetura nacionais. 

Português de nascimento (Melo Guarda – 1906), veio ainda menino para o Brasil aos dois anos de idade, deixando-nos em Itapira, interior de São Paulo, no ano de 1992. No intervalo de 86 anos, Tenreiro pintou, desenhou e esculpiu, dando início a esse que veio a ser seu maior ofício em 1933, quando trabalhou como designer de móveis nas empresas Laubissh & Hirth, Leandro Martins e Francisco Gomes. Dez anos depois, em 1943, nasce a primeira oficina: Langenbach & Tenreiro e, alguns anos mais tarde, inaugura duas lojas de móveis: primeiro no Rio de Janeiro e, posteriormente, em São Paulo. 

E é a genialidade dessas criações, um legítimo legado para nós, que passa a ser reeditada pela ETEL em parceria e de forma licenciada pelo Instituto Tenreiro, organização gerenciada pelos netos do designer e artista. “A reedição é uma forma de preservar a história e evitar cópias e distorções”, enfatiza Lissa. Para dar início a esse projeto, o primeiro protótipo da “Mesa Circular” está sendo apresentado neste momento em Milão.

O lançamento da coleção assinada por Joaquim Tenreiro, reeditada pela ETEL e licenciada pela família do designer responsável pelo Instituto Tenreiro, ocorrerá durante a SP-Arte, no próximo mês de outubro, com duas exposições. As reedições ETEL apresentadas na própria galeria e uma exposição paralela na Casa Zalszupin, idealizada por Lissa Carmona e organizada pela ETEL em parceria com a Almeida & Dale, expondo peças de design vintage e arte de Tenreiro.

Foto: Filippo Bamberghi

A ETEL é uma das marcas associadas e apoiada em suas ações internacionais pelo Projeto Setorial Brazilian Furniture, iniciativa da ABIMÓVEL – Associação Brasileira das Indústrias do Mobiliário e da Apex-Brasil – Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos.

*Com informações da assessoria de imprensa da ETEL
Compartilhe: