Produtividade registra primeira alta desde o terceiro trimestre de 2020

Imagem: Freepik

No segundo trimestre de 2022, a produtividade do trabalho na indústria de transformação brasileira subiu 2,3% em relação ao primeiro trimestre do ano de 2022, na série livre de efeitos sazonais. Na mesma base de comparação, as horas trabalhadas caíram 0,8%, enquanto o volume produzido cresceu 1,4%. 

O avanço da produção, que cresceu pelo terceiro trimestre consecutivo, se dá em um cenário de aquecimento do mercado de trabalho, com a recuperação do emprego e do rendimento e, provavelmente, pela redução das dificuldades de se obter insumos e matérias-primas. 

No entanto, no cenário externo permanecem as incertezas relacionadas aos lockdowns na China e à guerra na Ucrânia, o que dificulta a solução para a falta de insumos e matérias-primas. Portanto, apesar de um cenário melhor que o do início do ano, é muito improvável que o indicador de produtividade se recupere o suficiente para fechar o ano de 2022 em alta.

Acesse o relatório completo:

( * ) Com informações da CNI.
Compartilhe: