oportunidades-para-a-industria-de-moveis-brasileira-nos-estados-unidos_14_1987.jpg
19 jun

OPORTUNIDADES PARA A INDÚSTRIA DE MÓVEIS BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS

A maior entidade representativa da Indústria do Mobiliário do país, ABIMÓVEL, tem realizado o Projeto Brazilian Furniture, uma ação de Inteligência que é realmente um grande sucesso. Por meio do PBF, os associados têm acesso aos estudos de oportunidades para a indústria de móveis. Essa iniciativa integra o conjunto de estudos e de monitoramento de inteligência comercial e competitiva do Projeto, o qual tem a missão de promover a internacionalização do mobiliário brasileiro.



O último estudo publicado pelo Projeto Brazilian Furniture representa uma importante ferramenta para que a indústria brasileira de móveis possa ter presente a dinâmica do mercado dos Estados Unidos atualizada, com indicadores econômicos, geográficos, demográficos, socioeconômicos, de infraestrutura e de comércio exterior. Além disso, apresenta o mercado de móveis no país, em termos de consumo e as oportunidades para os produtos apoiados pela Abimóvel.



Os Estados Unidos da América estão localizados no continente americano, fazendo fronteira com o Canadá e o México. A divisão político/administrativa do país é formada por 50 estados e o distrito de Colúmbia. 



Alguns dados desse estudo: em termos de importância econômica, medida pelo PIB, os dados de 2017 indicam que os três estados mais relevantes do país são: Califórnia, Texas e Nova Iorque, sendo suas participações no total do PIB dos Estados Unidos de: 14,3%, 8,8% e 8,0%, respectivamente.



A economia americana é considerada a 2ª maior do mundo, considerando o PIB, medido em Paridade Poder de Compra,  atrás apenas da China e a 3ª maior é a Índia.



Quanto aos principais países de origem das importações de móveis pelos Estados Unidos, entre os anos de 2012 e 2016, o primeiro colocado no ranking é a China, como origem de US$ 13,4 bilhões em importações americanas de móveis, em 2016, valor muito acima do Vietnã (US$ 3,8 bilhões), o segundo colocado. A análise do comércio exterior dos Estados Unidos tem como objetivo observar o comportamento das importações americanas com as classificações dos seguintes segmentos: “Colchões”, “Estofados”, “Móveis de Madeira” e “Móveis de Metal”. 



Em 2016, as compras externas de móveis pelos Estados Unidos com origem brasileira foram de US$ 131,5 milhões. 



O produto “móveis de madeira para quartos de dormir” é o principal importado pelos Estados Unidos, dentre os apoiados pela Abimóvel. Em segundo lugar, estão “outros móveis de madeira” com participação de 16,2%. Os demais produtos registraram parcela igual ou inferior a um dígito. Em 2016, em todos os segmentos, o principal país de origem das importações americanas foi a China.



Em 2017, os americanos gastaram US$ 1.472,3 no seu consumo de móveis por lar. No mesmo ano, o PIB da construção civil do país totalizou US$ 753,1 bilhões, o que representa uma variação de 6,8% ao ano em relação ao resultado de 2012, a mais alta taxa, dentre os países da América do Norte analisados.



Essas informações, gráficos e demais dados fazem parte do Estudo de Oportunidades para Móveis – Diagnóstico Estados Unidos 2018. Para ter acesso a este e muitos outros relatórios de inteligência, é necessário ser associado. Faça parte do Projeto Brazilian Furniture, entre em contato.



 



LINK PARA O ASSOCIADO: CLIQUE AQUI 


ibá - indústria brasileira de árvores
sebrae
sistema fiep
cni - confederação nacional da indústria
brasilian furniture
apexbrasil
ministérios das relações exteriores
pátria amada brasil