missao-a-africa-resulta-em-us-894-milhoes-em-negocios_14_2320.jpg
07 ago

MISSÃO À ÁFRICA RESULTA EM US$ 89,4 MILHÕES EM NEGÓCIOS

REPRESENTANTES DE QUASE 40 EMPRESAS BRASILEIRAS DE VÁRIOS SETORES DA ECONOMIA TIVERAM ENCONTROS DE NEGÓCIOS EM TRÊS PAÍSES AFRICANOS. A Missão Empresarial à África Subsaariana, realizada pela Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) entre 20 e 30 de julho, resultou em uma expectativa de negócios da ordem de US$ 89,4 milhões, entre contratos imediatos e para os próximos doze meses. A Missão teve a participação de aproximadamente 40 empresas brasileiras dos setores de máquinas e equipamentos; casa e construção; alimentos e bebidas, com rodadas de negócios e visitas técnicas em Angola, África do Sul e Moçambique. Parte das empresas também participou da Feira Internacional de Luanda (FILDA), de 21 a 26 de julho. Os três países são importantes mercados-alvo para as exportações das empresas brasileiras no continente africano, tendo sido responsáveis por 16% da corrente de comércio entre Brasil e África. Também estão entre os mercados prioritários do Plano Nacional de Exportações. Angola é um mercado mais maduro e onde a presença brasileira está mais consolidada, com empresas de diversos setores, como serviços e economia criativa, máquinas e equipamentos e alimentos e bebidas. O Brasil já tem espaço consolidado na exportação de alimentos e bebidas, a exemplo de açúcar, carnes e café. Há ainda oportunidades para máquinas e equipamentos, para os setores automotivo e de aviação e para a indústria de alimentos e bebidas. Em termos de valores, a África do Sul também tem um peso importante nas exportações brasileiras para o continente. No país há grandes oportunidades para produtos de maior valor agregado e nos setores de energia e máquinas e equipamentos, principalmente para o setor automotivo. Já Moçambique é uma economia pequena, mas com expectativa de crescimento para os próximos anos, especialmente no setor agrícola. O país recebe cooperação da EMBRAPA (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária) e faz parte do Programa Mais Alimentos Internacional, do Ministério do Desenvolvimento Agrário, que oferece uma linha de crédito para o financiamento de exportações brasileiras de máquinas e equipamentos destinados à agricultura familiar e apoio a projetos de desenvolvimento rural nos países parceiros. Intercâmbio comercial Em 2014, o Brasil exportou U$ 1.225 bilhão para a África do Sul e importou U$ 732 milhões, com um saldo comercial positivo no valor de U$ 493 milhões. Os principais produtos exportados para o país foram carnes de aves, açúcar, tratores e outros veículos automotores, peças automotivas, geradores e transformadores elétricos. Já as exportações para Angola totalizaram U$ 1.261 bilhões em 2014, e as importações U$ 1.109 bilhão, resultando em um saldo comercial positivo para o Brasil no valor de U$ 152 milhões. Os principais produtos exportados para o país foram açúcar, carnes bovina, de aves e suínos, farinha de milho, calçados e móveis. Moçambique comprou U$ 63.861 milhões do Brasil Em 2014, e vendeu U$ 10.207 milhões, com um saldo comercial positivo no valor de US 53.654 milhões. Os principais produtos exportados para o país foram carnes de aves, geradores e transformadores elétricos, trens e materiais para vias férreas, tratores, calçados, móveis, máquinas e equipamentos para mineração, construção e agricultura entre outros. FONTE: IMPRENSA APEX BRASIL


ibá - indústria brasileira de árvores
sebrae
sistema fiep
cni - confederação nacional da indústria
brasilian furniture
apexbrasil
ministérios das relações exteriores
pátria amada brasil