frente-parlamentar-promete-trazer-mudancas-para-o-setor-moveleiro_14_2444.jpg
21 nov

FRENTE PARLAMENTAR PROMETE TRAZER MUDANÇAS PARA O SETOR MOVELEIRO

Aconteceu hoje (20), na Câmara dos Deputados, o lançamento da Frente Parlamentar Mista em Defesa da Indústria do Mobiliário (Fremob). Essa iniciativa tem como objetivo defender os interesses da indústria moveleira e fazer com que as lideranças do setor possam contribuir para o desenvolvimento de iniciativas, no âmbito político, que estimulem o ambiente industrial e de negócios.



O diretor-superintendente da Revista Móbile, Carlos Bessa, foi convidado para estar na Câmara dos Deputados prestigiando o evento.  Bessa fez questão de esclarecer que o mercado moveleiro brasileiro tem suas próprias características e que essa frente parlamentar terá como uma de suas missões criar um cenário de negócios que entenda isso. “Você tem uma regulação que, às vezes, tem uma roupagem semelhante à praticada no mercado europeu sem que o mercado brasileiro tenha o mesmo perfil de consumo. Isso cria um exagero de regulações”.



Para Áureo Calçado Barbosa, presidente do Sindicato Intermunicipal das Indústrias do Mobiliário de Ubá (Intersind) a frente conseguira abrir portas para as exportações de móveis e debater questões relacionadas aos impostos embutidos e outras questões que oneram a produção moveleira em nosso país.



INICIATIVA SURGE EM MOMENTO OPORTUNO



Barbosa destaca que o momento para frente parlamentar é muito oportuno, uma vez que os debates sobre reformas importantes para o país, como a reforma da Previdência e Tributária, já estão acontecendo em Brasília. “A nossa esperança é criar uma política industrial organizada para o setor mobiliário do Brasil, afinal, essa é uma indústria altamente relevante para a geração de empregos”.



O ex-presidente da Associação Brasileira das Indústrias do Mobiliário (Abimóvel), Daniel Luiz, explica que as entidades sempre estiveram em contato com os parlamentares, mas que a criação da frente ajuda a “fazer uma ponte entre o Governo e o setor privado”. Ele ainda diz que a indústria moveleira pode contribuir para a modernização de processos de toda a indústria nacional. “Teremos um diálogo para fazer com que existam mudanças a curto, médio e longo prazo”, afirma.



O deputado gaúcho Jeronimo Goergen (PP-RS) falou com entusiamo sobre a iniciativa: “Nós retomamos a presença política do setor no Congresso Nacional. A frente parlamentar nasce com aproximadamente 200 integrantes, entre deputados e senadores, e foi um ato prestigiado por sindicatos e líderes do setor. Nós vamos aprofundar debates e diminuir as dificuldades que o setor eventualmente enfrenta por falta de apoio político. Estamos trabalhando intensamente.”



(Foto: Assessoria do deputado Jeronimo Goergen (PP-RS)



Fonte: Revista Móbile


ibá - indústria brasileira de árvores
sebrae
sistema fiep
cni - confederação nacional da indústria
brasilian furniture
apexbrasil
ministérios das relações exteriores
pátria amada brasil