A INDÚSTRIA BRASILEIRA DO MOBILIÁRIO

A indústria brasileira do mobiliário é formada por cerca de 18,3 mil empresas, que empregam 273,3 mil trabalhadores diretos e indiretos, sendo a oitava cadeia que mais emprega no Brasil. Em 2021, aliás, a indústria do mobiliário apresentou dados bastante expressivos de desempenho, como a produção de 421,24 milhões de peças, sendo que 78,6% estão concentradas em pequenas empresas. As exportações de móveis prontos e colchões somaram US$ 983,3 milhões no ano passado.

Sexta maior produtora de móveis no mundo e exportando para 172 países distribuídos nos cinco continentes, portanto, a indústria brasileira vem tanto expandindo sua atuação internacional — com as exportações de móveis e colchões crescendo na casa dos 50% no último ano, superando níveis registrados no pré-pandemia — como investindo fortemente em tecnologia e na melhoria dos processos produtivos e organizacionais, não só ampliando e otimizando sua capacidade de produção como tornando-se cada vez mais sustentável ambiental, econômica e socialmente. Só em 2021, o salto de investimentos da indústria moveleira nacional foi de 176% sobre 2020.

E são os resultados destes investimentos, espelhados em produtos com cada vez mais qualidade, tecnologia, funcionalidade, adequação ambiental e design agregado, que nove grandes fabricantes brasileiras irão apresentar na Semana de Design Milão em 2022.

ApexBrasil e ABIMÓVEL levam a indústria e o design brasileiro à Milão

Apresentando o melhor do mobiliário nacional e do design integrado à indústria brasileira, o Brasil estará representado pela décima edição no Salone del Mobile.Milano (07 a 12 de junho) e pela sétima vez no Fuorisalone (06 a 12 de junho), por meio de atividades encabeçadas pela ApexBrasil – Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos, incluindo 39 empresas e 24 designers participantes das ações do Projeto Setorial Brazilian Furniture, realizado pela ABIMÓVEL – Associação Brasileira das Indústrias do Mobiliário em parceria com a agência.

Em 2022, além de levar nove marcas para os famosos pavilhões do Rho Fiera Milano, onde ocorre o Salone; e outras nove para a mostra “Poesia do Cotidiano”, organizada pela ApexBrasil no Fuorisalone; a ABIMÓVEL organiza também a exibição “Design Transforma Milão”, que reúne 22 fabricantes e 24 designers de móveis ligados ao programa Design Brasil + Indústria para a criação de uma real imersão no universo da criatividade e do mobiliário brasileiro contemporâneo.

BRASIL NO 60º SALONE DEL MOBILE.MILANO

Maior evento voltado ao setor moveleiro no planeta, a tão aguardada 60ª edição do Salone del Mobile.Milano começa amanhã e vai até o próximo dia 12 de junho, marcando o retorno das atividades da feira ao seu formato tradicional. 

Nove empresas brasileiras associadas ao Projeto Setorial Brazilian Furniture estarão no evento. São elas:

Vale ressaltar que esta é a primeira vez em que uma empresa brasileira estará expondo dentro dos pavilhões da EuroCucina. Uma das mais aguardadas mostras na programação do Salone, dando foco especial ao design e à tecnologia empregados ao mobiliário e soluções para a cozinha. Com a Ornare apresentando suas linhas state-of-the-art, entre peças já premiadas internacionalmente e novidades da próxima temporada. 

Tendo a sustentabilidade como temática central — “Projetar para o nosso futuro” —, todas as marcas foram convidadas a pensar nos estandes com critérios sustentáveis. Questões que conversam muito bem com os princípios e diferenciais da indústria brasileira do mobiliário. 

A indústria brasileira do mobiliário, aliás, está entre as que mais têm certificações que comprovam práticas de sustentabilidade em seus processos: cerca de 99% das empresas exportadoras de móveis têm algum tipo de certificação. 

Entre elas, destacam-se certificações como o Carbono Zero e o FSC (Conselho de Manejo Florestal), que comprovam, por exemplo, a neutralidade de emissão de carbono, a origem da madeira empregada nos móveis e o impacto dos processos de produção no meio ambiente. Atestando a melhoria contínua da qualidade, agregando valor às marcas e produtos brasileiros e atestando indicadores de práticas sustentáveis que atuam como normas padrões para exportação.

Com mais de 20 mil espécies de madeiras nativas, a madeira tropical brasileira é, sem dúvida, a grande protagonista da indústria e do design nacional, com suas qualidades físicas e visuais incomparáveis, que se destacam na alta decoração. Mas também é importante ressaltar o uso industrial de madeira proveniente de reflorestamento e manejo sustentável, como Pinus e Eucalipto, que são usados como material renovável e reciclável, além de biodegradável. Enfatizando que o setor brasileiro de árvores cultivadas conta com mais de 9,55 milhões de hectares de área, estocando 4,5 bilhões de toneladas de CO² equivalente. 

Além disso, a indústria brasileira de móveis também se apoia na tecnologia que permite recriar por meio de superfícies especiais diversos recursos materiais e únicos, como as madeiras nativas, texturas e elementos naturais como de rochas e minerais, além de couros e tramas, bem como a variedade de cores e padrões orgânicos que impulsionam nossa brasilidade. 

E não são só as madeiras que provêm de origem reconhecida e têm um ciclo de vida sustentável nessa cadeia. 

As práticas responsáveis são tratadas com seriedade pelas empresas de móveis no Brasil, com a reutilização de resíduos sólidos, o uso de tintas e solventes à base d’água, polímeros biodegradáveis, a reciclagem de embalagens.

A partir da credibilidade que essa postura responsável garante à produção industrial brasileira, a ApexBrasil e a ABIMÓVEL instituíram, ainda, o Programa de Sustentabilidade do Setor do Mobiliário (SIMB) no âmbito do Projeto Setorial Brazilian Furniture. Por meio do SIMB, as empresas associadas têm acesso a estudos e diagnósticos do setor e práticas sustentáveis, orientações para aplicar boas práticas, acompanhamento e ferramentas aplicáveis, além de iniciativas de apoio e fomento que visam aproximar os elos da cadeia produtiva. 

Dessa forma, gerando sinergias, potencializando as vantagens comparativas relacionadas ao setor de base florestal e promovendo maior consumo de madeira certificada de manejo florestal sustentável. São questões que colaboram para a maior inserção da indústria moveleira brasileira no mercado mundial, sobretudo agora, em que a produção e gestão sustentáveis colocam-se como um dos maiores critérios de competitividade global.

O SIMB tem foco na expansão dos negócios e na internacionalização da indústria moveleira nacional por meio de três importantes pilares — melhoria da competitividade, design integrado à indústria e sustentabilidade.

DESIGN TRANSFORMA MILÃO

E não é só dentro dos pavilhões que o design brasileiro contará sua história. A ABIMÓVEL organiza pela primeira vez o “Design Transforma Milão”, como parte do circuito oficial de eventos do Fuorisalone, que começa hoje (06) e vai até o dia 12 de junho de 2022

Realizado em formato de exposição, sob curadoria do escritório Moreira do Valle, o evento reunirá o resultado de um rico trabalho realizado entre 21 indústrias de móveis e 12 designers brasileiros, que atuaram de forma conjunta no período da pandemia para o desenvolvimento de produtos e coleções assinadas, unindo o industrial e o feito à mão, acompanhando, para tal, as principais tendências mundiais e conectando-as à chamada “brasilidade”. 

A ação é realizada por meio do Brasil Design + Indústria, programa de design integrado à indústria que faz parte do escopo do Projeto Setorial Brazilian Furniture, com o objetivo de ampliar e promover a competitividade da indústria brasileira de móveis no mercado internacional, tendo como base o design como uma ferramenta transdisciplinar e estruturante para o surgimento de novos conceitos e formas de entendimento da produção, do consumo, dos processos, da inovação, da criatividade, interação e sustentabilidade.

Esforços que têm levado o móvel brasileiro cada vez mais longe, destacando-se pela absorção e releitura de recursos e características únicas e particulares do País. Tais como as mais de 20 mil espécies de madeiras nativas; texturas e elementos como as rendas e tramas; os couros e a lã meridional; as cores e padrões festivos; a marcenaria clássica; o artesanato regional e muito mais

Além das peças criadas por intermédio do programa, o espaço celebrará também a cultura e o saber brasileiro, além de matérias-primas genuinamente nacionais.

A instalação é organizada na Piazza Santo Stefano 12 N 04, entre a Università Degli Studi di Milano e o Duomo di Milano, uma das regiões mais atrativas para o turismo e representativas para o design e a arquitetura milanesa. 

O conceito da ação “Design Transforma” é estimular uma imersão no design brasileiro em pleno centro de Milão, permitindo que os visitantes do FuoriSalone naveguem livremente em um espaço formado por contêineres envidraçados sobre um gramado verde com jardins, dando a sensação de uma praça brasileira. A exposição é composta por produtos criados e desenvolvidos por 20 designers e 22 empresas, que apresentam ao público internacional, bem como as técnicas inovadoras e sustentáveis da produção industrial de móveis do Brasil.

 

Conheça as indústrias participantes:

O objetivo é demonstrar o potencial criativo e produtivo da indústria brasileira, bem como contar a história da cultura e do design do País, influenciado pela multiplicidade da nossa indústria, da influência cultural e de recursos materiais, que motivaram movimentos únicos e atemporais no Brasil, a exemplo da Semana da Arte Moderna e do Modernismo.

Movimentos, estes, que celebraram a matéria-prima brasileira, em especial a madeira, e levou ao mundo obras como as de Joaquim Tenreiro, José Zanini Caldas, Geraldo de Barros, Sergio Rodrigues e até mesmo o mobiliário de Oscar Niemeyer e Lina Bo Bardi, entre outros, que inspiraram e inspiram o trabalho de diversas empresas e profissionais nacionais e internacionais até hoje.

Estando, assim, presentes no mobiliário contemporâneo de Etel Carmona, de Fernando e Humberto Campana, Jader Almeida, Arthur Casas, entre tantos outros nomes brasileiros mundialmente reconhecidos atualmente e que motivam mais uma extensa e premiada geração, como a dos designers participantes do Design Brasil + Indústria.

PROJETO SETORIAL BRAZILIAN FURNITURE

O Projeto Setorial Brazilian Furniture é uma iniciativa da ABIMÓVEL – Associação Brasileira das Indústrias do Mobiliário e da ApexBrasil – Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos, que tem por objetivo incrementar a participação da indústria brasileira no mercado internacional por meio de um conjunto de ações estratégicas tendo como base os pilares da sustentabilidade, competitividade e do design integrado à indústria, voltados para o mercado global.

O projeto conta com a participação de mais de uma centena de empresas que possuem acesso a informações de Inteligência Comercial e Competitiva, Feiras e Missões Internacionais, Projetos Comprador e Vendedor, Projeto Imagem, Programa de Design Integrado à Indústria, entre outras inúmeras atividades no exterior.

  • Promoção de Exportações e Investimentos
  • Acesso exclusivo a informações e dados de Inteligência Comercial
  • Agrega valor ao seu negócio

 

Saiba mais sobre o projeto e como fazer parte de nossas ações em brazilianfurniture.org.br. 

 

MÓVEIS: O NOSSO NEGÓCIO!

Associação Brasileira das Indústrias do Mobiliário – ABIMÓVEL
Assessoria de Imprensa: press@abimovel.com

Compartilhe: